Olá, Boa Noite! Hoje é 18 de Fevereiro de 2020

Oficinas Culturais já estão em plena atividade e despertando novos talentos

Por Redação - 05 de Fevereiro de 2020
50

As aulas já se iniciaram nas oficinas culturais gratuitas oferecidas pela Prefeitura de Barueri, por meio da Secretaria de Cultura e Turismo. São cursos dos mais diversificados para muitas faixas etárias, modalidades diversas de desenho, entre outros, ocorrendo desde o início de fevereiro, em diferentes horários. 

As oficinas seguem até dezembro e são ministradas por professores e monitores especialmente contratados para tais finalidades. O objetivo é proporcionar aos munícipes as mais variadas experiências artísticas gratuitamente, fomentando a cultura local e incentivando a participação de todos, de amadores a iniciados. 

Foram milhares de alunos inscritos divididos em turmas e as aulas são realizadas sempre em grupos, em espaços próprios para cada linguagem: sala de dança, de cursos, auditório dentre outros, e ao final do ano todos serão convidados a participar de eventos de encerramento, além de participações em atividades artísticas no decorrer do ano. 

Segundo o secretário de Cultura e Turismo de Barueri, Jean Gaspar, as ações do setor cultural são intensas desde o início de janeiro, com reuniões e organização do ano de atividades na Secretaria. Neste ano, as mais de 40 oficinas de artes compreendem instrumentos musicais de cordas como violão popular e clássico, cavaquinho, viola caipira, e de sopro, piano, coral, canto, coral infantil, canto infantil, balé infantil e adulto, danças brasileiras, contemporânea, dança de salão, street dance, cultura mix fest (zumba), jazz, teatro baby e infantil, teatro juvenil e adulto, teatro avançado e musical, artesanato, desenho e pintura, pintura em tela, mangá e caricaturas, circo, tricô, crochê e tear e xadrez.  

As oficinas culturais de Barueri não limitam as idades para quem quer participar a exemplo dos cursos como baby balé, baby teatro, coral infantil e jazz kids, cujas crianças podem ser inscritas com idades a partir dos 4 anos. Para os demais a idade mínima é de 7 anos, exceto as aulas de zumba cuja idade é de 15 anos. 

São vários polos culturais espalhados pela cidade tais como o Cora Coralina no Parque dos Camargos, Salomão Cruz na Vila Pindorama, Luiz Fernandes na Nova Aldeinha, Centro Comunitário Jaraguá-Mirim no Parque Imperial, Max Zendron na Vila Boa Vista, Benedito Franco no Jardim Paulista, João Galdino no Jardim Silveira, Jair Honório no Parque Viana, Centro de Eventos na Vila Porto, Espaço Maria Helena no Jardim Maria Helena, Casa de Oficinas na Vila Boa Vista, e Eni Cordeiro na Vila Iracema. 

Ainda dá tempo de se matricular em alguma modalidade 
Você que ainda não se matriculou em algum dos cursos oferecidos, não perca a oportunidade, pois ainda dá tempo, faça aflorar o artista que tem em você. Para inscrição basta procurar a Secretaria de Cultura e Turismo com os documentos cópia do RG do aluno e do responsável, comprovante de residência e, para os interessados nos cursos de dança e teatro, atestado médico. O endereço é avenida 26 de Março, 173, Centro. O telefone é 4199-1600. 

Arte 
A arte é um meio de desenvolver não apenas as habilidades motoras finas, mas também a capacidade de compreender melhor a si mesmo. Nesse sentido, é preciso lembrar que a arte não é apenas sensibilidade e beleza. Por isso é tão importante incentivar a arte. 

Nas oficinas culturais da Secretaria de Cultura de Barueri, são propostas diversas vivências que valorizam o estudante como produtor de conhecimento, estimulando sua reflexão crítica e a utilização de seu corpo em movimento como ferramenta para interpretar seu contexto social. Partindo da premissa de que ele não necessita de elementos que lhe deem especialidade quanto aos aspectos técnico, tático ou físico do jogo, essas oficinas possibilitarão vivências de práticas corporais capazes de atender ao seu universo criativo. São práticas que permitem aprender aspectos relacionados à saúde e buscam a inclusão, oferecendo oportunidades iguais para que todos se familiarizem com diferentes aspectos da cultura motora e, assim, satisfaçam suas múltiplas necessidades orgânicas e intelectuais. 

A proposta da oficina de Circo, por exemplo, é ensinar, de acordo com a faixa etária de cada participante, as principais técnicas de algumas modalidades circenses, tais como base e aprimoramento de acrobacias corporais (rolamentos, posições invertidas e habilidades de equilíbrio), pirâmides humanas, trampolim (cama elástica), malabares e perna de pau e o valor da atividade circense dentro do ambiente social.  

Já a dança é uma das manifestações artísticas mais naturais do ser humano. Sendo assim, os estudantes realizam movimentos de diferentes gêneros musicais, o que lhes permitem expressar suas emoções com criatividade. É essencial que eles desenvolvam suas competências motoras de forma prazerosa e contínua, aos poucos. Isso os ajuda a lidar melhor e de forma lúdica com as dificuldades do dia a dia, facilita sua interação com a sociedade e lhes dá liberdade para criar.?O objetivo é estimular o movimento do estudante por meio de atividades lúdicas e criativas em um ambiente desafiador. 

O xadrez incentiva o estudante a praticar o jogo, mostrando que ele não é difícil. O xadrez desenvolve o raciocínio lógico do estudante e sua criatividade, o que ajuda em seu rendimento escolar. A iniciação ao xadrez é realizada de forma lúdica, com jogos, brincadeiras e histórias. Embora seja uma modalidade individual, o xadrez escolar também inspira solidariedade e responsabilidade, como as demais modalidades possuem as suas especificidades. 

TAGS