Olá, Boa Noite! Hoje é 18 de Fevereiro de 2020

Oeste vence Avaí e pela primeira vez disputa as quartas de final da Copinha

Por Redação - 17 de Janeiro de 2020
133

Com mais uma vitória nos pênaltis, desta vez por 4 a 2 sobre o Avaí-SC, após novo 0 a 0 no tempo normal, o Rubrão entra para a história da Copa São Paulo de Futebol Júnior por já estar entre os melhores times da 51ª edição da Copinha. A vaga foi obtida diante do Leão catarinense e aconteceu na tarde de quinta-feira (dia 16), em duelo disputado na Arena Barueri, estádio que recebeu 2.325 pessoas, no Jardim Belval.

Com o resultado, o Oeste enfrentará na próxima fase o vencedor de São Paulo e Coritiba. A Federação Paulista de Futebol (FPF) divulgará as datas, horários e locais dos novos confrontos envolvendo o Rubrão, bem como dos demais times classificados para as quartas de final da Copinha 2020.

O jogo foi movimentado nos minutos iniciais nos dois tempos. O Oeste impôs maior pressão no começo da primeira e da segunda etapa do jogo. Durante o duelo, os atletas de ambas as equipes demostraram sinais de desgaste físico e, a poucos minutos do final da partida, passaram a tocar a bola em suas linhas de defesa.

Nas tentativas de ataques, os meninos do Avaí levaram vantagem, acharam mais espaços, em razão de melhor colocação em campo, para tocar a bola e chegar à meta defendida pelo goleiro Márcio.

O Avaí teve três boas oportunidades. A principal delas ocorreu no primeiro tempo. Aos 22 minutos, Adiel, sozinho na pequena área, chutou de frente para o goleiro Márcio que fez uma grande defesa e impediu o gol dos catarinenses. Na sequência, a bola sobrou para Gabriel que, com o gol livre, mandou por cima da trave do Rubrãozinho.

Vitória nos pênaltis!
Na marca da cal, o Oeste, que já havia vencido o Cruzeiro-MG por 3 a 1 também nos pênaltis (após 0 a 0 no tempo normal), na Arena, na terça-feira (dia 14), foi novamente feliz.

Contra o Avaí, os pênaltis do time de Barueri foram convertidos por Jabá, Capixaba, Kauê e Brunão. Dudu perdeu. Thiago e o goleiro André fizeram para a equipe catarinense, enquanto Jefferson e Doulglas não marcaram.

Seguro na meta do Oeste, o goleiro Márcio, que defendeu um pênalti cobrado pelo zagueiro Douglas e salvou o Rubrão em duas das três chances do Avaí no tempo normal, comemorou a classificação. “É uma sensação inexplicável. Todos lá fora, famílias, torcida, quem está aqui dentro, comissão e atletas sabem que a gente trabalhou muito para isso. Quero agradecer a todos, pois sem eles não teríamos chegando até aqui.”

Alcançando objetivos
Treinador do Rubrão, Edgar Santos de Carvalho, o Mirandinha, disse que os meninos lutaram muito. E mesmo com a vaga, o técnico alegou que não foi um jogo como ele gostaria: trabalhar bastante a bola, pois há um desgaste durante a competição, tendo apenas um dia só para descansar. “Mas os atletas lutaram mais uma vez e no final foram coroados com essa classificação nos pênaltis.”

Mirandinha destacou também não ter preferência por adversários. “Não podemos escolher. Temos que estar preparados para fazer o nosso melhor. Nosso planejamento foi passar de fases, e graças a Deus estamos conseguindo passo a passo alcançar os objetivos. Estamos felizes por esse momento que o Oeste está vivendo.”

TAGS